Pular para o conteúdo
visao

5 coisas que a sua pupila pode revelar sobre você

Muitos cientistas dizem por aí que os nossos olhos são uma janela para o cérebro. Ou seja, o que pensamos e como reagimos a determinadas situações acabam por transparecer na visão. Pensando nisso, separamos 5 situações que a sua pupila pode se alterar e, assim, revelar algo de diferente no modo como você se comporta. Veja só!

Nada de mentiras

De acordo com evidências científicas, quando o nosso cérebro está em intenso trabalho, as pupilas se dilatam. Ou seja, quando você tiver que dar uma resposta mais difícil, os olhos mudam. Dessa forma, quando estamos mentindo e temos que contar alguma história complexa, automaticamente, as pupilas irão se dilatar. Então, já sabe: se quiser pegar alguém na mentira, preste bastante atenção em seus olhos.

Ao estar excitado

Isso mesmo! Em um momento de entusiasmo sexual, as pupilas se dilatam. Mas existe alguns profissionais que não concordam com esse fato. Os psicólogos acreditam que o cérebro está interessado na nudez da outra pessoa e não exatamente demonstrando uma emoção.

Quando ouvimos algo interessante

Se você estiver prestando atenção em algo que achou bastante conveniente, com certeza o tamanho das suas pupilas irão aumentar. Uma pesquisa observou a reação de estudantes ao ouvirem o resumo de três livros diferentes: um sobre mutilação, outro erótico e, por último, uma história com tema neutro.

No começo, as pupilas das pessoas se dilataram ao ouvir os três assuntos. Porém, esse aumento só continuou ao longo do resumo dos livros de erotismo e sobre mutilação. O tema neutro não seguiu a reação. Isso mostra como a mente fica suscetível a tudo o que é novo no primeiro momento. Mas as pupilas só continuam dilatadas se essa novidade permanece.

Ao sentir uma dor

E isso está comprovado cientificamente. O pesquisador Chapman dava pequenas descargas elétricas nas mãos de seus voluntários e media a dilatação das pupilas. A conclusão foi que na máxima intensidade de dor, as pupilas aumentavam em torno de 0,2 milímetros.

Ao estar sob influência de drogas

O consumo de álcool, assim como outras drogas faz com que a pupila sofra contrações. Algumas das principais substâncias que causam essa mudança são: anfetamina, cocaína, LSD e mescalina.