Pular para o conteúdo
visao

Vai comprar óculos escuros? Então veja essas dicas para não errar na escolha

Arredondado, quadrado, gatinho, aviador … o que não faltam são estilos de óculos escuros para enfeitar o rosto da galera por aí. Mas, além de bonito, o acessório deve ajudar na proteção dos nossos olhos, principalmente contra a ação dos raios ultravioletas.

Como sabemos, os raios UVA e UVB não são prejudiciais somente a nossa pele, mas também ao globo ocular. Isso porque a exposição ao sol por muito tempo e dias seguidos pode possibilitar o desenvolvimento de catarata, degeneração macular senil, pterígio (doença comum em países tropicais) e tumores da córnea e conjuntiva.

Cada cor, um tipo de proteção

E para você que pensava que as cores das lentes serviam apenas para deixar o look mais bonito, saiba que elas servem também para proteger os olhos. Por exemplo: óculos escuros com lentes nas cores âmbar e marrom são mais direcionados a quem é míope ou hipermetrope, já que evitam a passagem da luz azul do sol, composto que pode ajudar no desenvolvimento da catarata.

Já as lentes cinzas são indicadas para aquelas pessoas com astigmatismo e hipermetropia. Isso porque elas contribuem na redução do brilho das imagens, mas sem alterar as cores naturais. Por isso, são indicadas para serem utilizadas em dias com luz solar intensa, como na praia.

Ainda sobre as lentes cinzas, agora incluindo o grupo das castanhas e verdes, essas são ideais para quem está acima dos 60 anos. Afinal de contas, é a partir dessa idade que começa a ocorrer a perda da capacidade de contraste da visão.

Por fim, temos a lentes azuis, que dão maior conforto aos usuários constantes de computador (ou seja, quase toda a população mundial), pois eliminam os tons amarelos e vermelhos vindo da tela.

Mas antes de adquirir o seu próximo óculos de sol, a melhor coisa que você faz é procurar o oftalmologista e conversar sobre o tipo que mais se adequa ao seu perfil. Depois, corre para uma loja e escolha aquele modelo mais incrível. A gente aprova!